Compartilhe este artigo:

O Programa Indústria 2027 apresentou estudos sobre oito temáticas, conhecidas como clusters tecnológicos que fizeram parte desta pesquisa.

O estudo foi realizado pelo IEL – Instituto Euvaldo Lodi, ligado a CNI (Confederação Nacional das Indústrias), e contou com a participação de pesquisas e levantamentos de dados de duas importantes universidades brasileiras, a UFRJ – Universidade Federal do Rio de Janeiro e a UNICAMP – Universidade Estadual de Campinas.

O resultado deste trabalho foi o Projeto Indústria 2027: Riscos e Oportunidades para o Brasil diante de inovações disruptivas.

Nesse post vamos mostrar os impactos que os clusters tecnológicos irão gerar na indústria nacional em um curto período. Confira!

Os clusters tecnológicos

Os clusters tecnológicos que fizeram parte destes estudos, e que são fundamentais para competitividade da indústria nacional, são os seguintes:

  • Internet das Coisas;
  • Biotecnologia e Bioprocessos;
  • Produção Inteligente e Conectada;
  • Nanotecnologia;
  • Inteligência Artificial;
  • Tecnologias de Redes;
  • Armazenamento de Energia;
  • Materiais Avançados.

As pesquisas e estudos desenvolvidos para o Projeto Indústria 2027, apresentam os impactos das tecnologias relevantes nos diversos segmentos industriais.

Divididos em três categorias, o estudo apresenta:

  • Impacto disruptivo – aquele que modifica completamente o mercado, uma novidade que muda costumes e cultura, desestabilizando a concorrência que antes o detinha;
  • Impacto potencialmente disruptivo – é o que tem grandes chances de ocorrer, mas ainda não é uma certeza;
  • Impacto moderado – existem mudanças, mas que são controláveis e rapidamente adaptáveis.

1 – Internet das Coisas

Definição: é a rede de objetos físicos como, carros, relógios, prédios, equipamentos que possuem sensores e possuem conectividade com as redes, podendo captar e transmitir dados. No contexto industrial busca a integração da cadeia desde os fornecedores, processo produtivo até o cliente final.

Impactos:

Disruptivo: indústria da tecnologia da informação e comunicação.

Potencialmente disruptivo: agroindústria, indústrias de insumos básicos, química, petróleo e gás, aeroespacial e defesa, e indústrias de bens de consumo.

Moderado: indústrias automotiva e farmacêutica.

2 – Biotecnologia e Bioprocessos

Definição: são os estudos e processos que envolvem substâncias produzidas por seres vivos e aplicadas em produtos finais.

Impactos:

Disruptivo: agroindústrias, indústrias química e farmacêutica.

Moderado: indústria da tecnologia da informação e comunicação.

3 – Produção Inteligente e Conectada

Definição: máquinas e equipamentos que processam em alta escala, com capacidade de conexão às redes, sendo responsivas e flexíveis, tomando decisões a partir de programações predefinidas.

Impactos:

Disruptivo: indústria de bens de capitais.

Potencialmente disruptivo: agroindústria, indústrias de insumos básicos, química, petróleo e gás, automotiva, aeroespacial e defesa, tecnologia da informação e comunicação e bens de consumo.

Moderado: indústria farmacêutica.

4 – Nanotecnologia

Definição: ciência que se dedica ao estudo e aplicação da matéria em tamanhos atômicos e moleculares

Impactos:

Disruptivo: indústrias do petróleo e gás.

Potencialmente disruptivo: agroindústria, química, bens de capital, automotiva, tecnologia da informação e comunicação, bens de consumo e farmacêutica.

Moderado: indústria de insumos básicos e aeroespacial e defesa.

5 – Inteligência Artificial

Definição: equipamentos que simulam a capacidade humana de raciocinar, perceber, tomar decisões e resolver problemas.

Impactos:

Disruptivo: indústrias de bens de capital.

Potencialmente disruptivo: agroindústria, indústrias de insumos básicos, química, petróleo e gás, automotiva, aeroespacial e defesa, tecnologia da informação e comunicação, bens de consumo e farmacêutica.

Inteligencia-Artificial

6- Tecnologias de redes

Definição: tecnologia que permite a comunicação de dados, imagens, sons e a integração entre pontos de forma segura, integrando comunidades e outras tecnologias.

Impactos:

Potencialmente Disruptivo: agroindústria, indústrias de insumos básicos, automotiva, aeroespacial e defesa, tecnologia da informação e comunicação e bens de consumo.

Moderado: indústria química, petróleo e gás, bens de capital e farmacêutica.

7 – Armazenamento de Energia

Definição: utilização de fontes renováveis que permitam o armazenamento e a utilização em momento apropriado

Impactos:

Disruptivo: indústria automotiva.

Potencialmente Disruptivo: indústria de insumos básicos e de bens de capital.

Moderado: agroindústria, indústrias química, petróleo e gás, aeroespacial e defesa, tecnologia da informação e comunicação, bens de consumo e farmacêutica.

Armazenamento-de-Energia8 – Materiais Avançados

Definição: materiais totalmente novos, criados a partir do desenvolvimento laboratorial ou através do melhoramento e aprimoramento dos que já existem.

Impactos:

Disruptivo: indústria química, petróleo e gás, aeroespacial e defesa e bens de consumo.

Potencialmente Disruptivo: indústria de bens de capital, automotiva, tecnologia da informação e comunicação e farmacêutica.

Moderado: agroindústria e indústria de insumos básicos.

O avanço dos clusters tecnológicos

De uma forma geral as mudanças em todos os setores da indústria irão ocorrer e muitas novidades estarão disponíveis no mercado nos próximos anos, principalmente relacionados aos clusters tecnológicos.

Uma segunda etapa destes estudos apresentarão as novas realidades que vão fazer parte da sociedade e especificamente das indústrias e dos negócios.

Não deixe de acompanhar nosso blog para ficar por dentro do Programa Indústria 2027 e de todo o universo industrial!

(Imagens: divulgação)