Compartilhe este artigo:

Por muitos anos o progresso e as riquezas estiveram associadas exclusivamente a grandes indústrias, enormes chaminés e fumaça gerando produtos e negócios.

A evolução da legislação não correu na velocidade da degradação do meio ambiente, no entanto, sabe-se hoje que é mais do que necessário uma retomada de consciência para a preservação e sustentabilidade do planeta.

A indústria 4.0, a partir do seu modelo, prevê uma série de medidas que permitirão um planeta mais saudável aumentando a potência e capacidade da indústria e impactando positivamente a sustentabilidade.

Continue lendo e saiba como isto é possível!

Dilemas ambientais

A ideia que o progresso e o sucesso econômico tem como preço a ser pago a deterioração do meio ambiente está vencida e hoje não é mais aceita pela sociedade.

Uma série de problemas encontrados hoje na indústria convencional serão resolvidos a partir da implantação dos métodos associados à indústria 4.0.

São eles:

  • Big data e data analytics;
  • Robôs autônomos;
  • Integração de sistemas;
  • Internet das coisas;
  • Cibersegurança;
  • Computação em nuvem;
  • Manufatura aditiva;
  • Realidade aumentada.

Por mais que esses conceitos pareçam, por vezes, distante da realidade rotineira da indústria, eles já fazem parte de uma boa porção dessas.

Essas tecnologias impactam o chão de fábrica de maneira que causem mudanças significativas nos processos industriais e consequente mudanças no que se refere a sustentabilidade.

Dilemas-ambientais

Diminuição dos resíduos sólidos industriais

A indústria 4.0 traz uma maior eficiência na atividade industrial em termos de produtividade, reduzindo as falhas nos equipamentos e, consequentemente, diminuindo os resíduos sólidos no processo de fabricação.

Economia de energia

A automação dos processos, através de robôs autônomos, faz com que esses só consumam energia nos momentos em que necessitam operar.

Fábricas inteligentes ligam e desligam equipamentos e luzes de forma automática economizando energia elétrica e preservando recursos naturais por consequência.

Diminuição de matéria-prima

A partir da programação de produção e a utilização de sistemas que identifiquem com precisão as necessidades das fábricas, diminui-se a quantidade de matéria-prima estocada nos depósitos. Menos transporte, menos material estocado, menos desperdício.

Reciclagem de resíduos

O reaproveitamento dos resíduos também é uma das práticas recomendadas pela indústria 4.0, o que beneficia a empresa com a diminuição dos custos na aquisição de matéria-prima e beneficia a natureza, uma vez que reaproveita o material e não gera lixo industrial.

Reciclagem-de-residuos

Produção com sustentabilidade

A indústria 4.0 e suas tecnologias chegam num momento importante, onde percebe-se que a sustentabilidade do planeta está acima de outros objetivos.

É necessário, sem dúvida, produzir, gerar renda e fortalecer a economia, no entanto, é preciso diminuir a carga de poluição na atmosfera, cuidar das nascentes, preservar os recursos hídricos e acabar com o desmatamento irresponsável.

Os resíduos industriais e domésticos precisam ser aproveitados quando possível, e a promoção da qualidade de vida deve ser o foco principal do futuro.

A tecnologia e a adoção de ferramentas da indústria 4.0, colaboram efetivamente para um mundo sustentável e você pode conhecer mais a respeito lendo o artigo 6 vantagens da indústria 4.0.

(Imagens: divulgação)